Nova gestão do CRESS-MG recebe capacitação sobre funcionamento da entidade

Publicado em 17/06/2020

A cada três anos, toma posse uma nova gestão do CRESS-MG, composta por assistentes sociais em cargo de militância e com o desafio de dar direcionamento político ao funcionamento da entidade. Ao serem empossadas e empossados, essas e esses profissionais recebem capacitações para conhecer melhor os diferentes setores do Conselho.

Nas últimas semanas, a nova Gestão “Unidade na luta para resistir e avançar” (2020-2023) tem participado de capacitações online, com integrantes da Sede e das Seccionais Juiz de Fora, Montes Claros e Uberlândia, sobre temas como Comunicação, Administrativo e Financeiro e Orientação e Fiscalização, ministrados por trabalhadoras/es desses setores.

 

Burocracias necessárias

O CRESS é uma autarquia e se mantém com recursos públicos advindos da anuidade paga pelas e pelos assistentes sociais. No que diz respeito às questões administrativas e financeiras, a capacitação das novas conselheiras e conselheiros teve o intuito de contribuir para uma gestão transparente, objetiva e consciente, seguindo as legislações e orientações do CFESS e do Tribunal de Contas da União (TCU). 

Segundo a coordenadora financeira do Conselho, Elaine Oliveira, uma nova gestão significa a chegada de um novo grupo de assistentes sociais que saem da posição de público-alvo do Conselho, ou seja, usuário dos serviços, para o lugar de gestor, o que tem seus desafios. “No que se refere ao Setor Administrativo, é preciso sempre construir um planejamento em conjunto com o orçamento, acompanhando as constantes mudanças no cenário econômico e político”, pontua.

Em meio à crise pandêmica, novos desafios surgem, como relata o conselheiro Marcelo Armando, assistente social que há quase quinze anos participa das ações do CRESS-MG, ora como base, ora como gestão, tendo integrado a coordenação das Comissões Permanente de Ética e Administrativa-Financeira, no último triênio.

“É preciso unicidade e compromisso com a categoria, especialmente nesse momento. Todas as nossas ações devem pautar com responsabilidade os recursos públicos, utilizando-os com transparência e demonstrando a importância da categoria profissional perante a sociedade”, afirma.

 

Comunicar(-se)  é preciso

A comunicação tem função estratégica na luta por uma mudança societária e, dentro do CRESS-MG, esta área cumpre não apenas o papel de informar as e os assistentes sociais a respeito das ações da entidade, como atua no sentido de dar visibilidade às bandeiras de luta do Serviço Social brasileiro e ser partícipe no processo de disputa permanente por esta nova sociedade.

A capacitação sobre este setor teve o intuito de garantir que a gestão esteja por dentro da Política Nacional de Comunicação do Conjunto CFESS-CRESS e do trabalho desenvolvido pela Comissão de Comunicação, hoje formada por representantes da Sede e Seccionais, além de membros da base e da Assessoria de Comunicação (Ascom) do Conselho, como conta a responsável pelo setor, Dayane Reis.

“Assistentes sociais são profissionais que lutam por uma sociedade mais justa, igualitária e emancipada. Enquanto comunicadora social que compartilha das lutas travadas pelo Serviço Social, é motivante e proveitoso pensar de forma conjunta, entre o conhecimento técnico da equipe de comunicação e olhares de diferentes representantes da categoria profissional, estratégias para fortalecer a profissão e fazer a disputa por este novo projeto societário”, afirma. 

Representante da Seccional Montes Claros na Comissão de Comunicação, a assistente social Amanda Freitas destaca que “uma gestão que entende a importância da comunicação consegue se aproximar da categoria profissional, potencializando e fortalecendo a atuação no campo sócio-ocupacional e ampliando o acesso à informação com qualidade”.

 

Fiscalização: razão de ser do CRESS

Outra capacitação indispensável às novas conselheiras e conselheiros é a respeito do Setor de Orientação e Fiscalização (Sofi) do CRESS-MG. As atividades desenvolvidas por essa área se configuram como função principal desta entidade, cujo direcionamento é dado pela gestão, através, especialmente, da Comissão de Orientação e Fiscalização (Cofi), como explica a coordenadora técnica do Conselho, a assistente social Denise Cunha.

“A área de fiscalização do CRESS está pautada na Resolução CFESS nº 512/07 que Reformula as normas gerais para o exercício da Fiscalização Profissional e atualiza a Política Nacional de Fiscalização do Conjunto CFESS-CRESS. Toda ação da Cofi é, portanto, pautada pelas disposições dessa Resolução, e ainda pelas determinações do Conselho Pleno. Esta comissão cumpre papel essencial na perspectiva da reflexão e respostas às demandas postas pela categoria frente aos desafios do exercício profissional na atualidade”, esclarece.

 

Fique por dentro das ações do CRESS-MG através do site ou de nossas contas oficiais no Facebook e Instagram!

 
 

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Tupis, 485 - sala 502. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30190-060

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h