Professora de Serviço Social sofre ataques e entidades divulgam nota de apoio à docente

Publicado em 20/12/2018

Nota de apoio à Assistente Social – Professora e Coordenadora do Curso de Serviço Social do Centro de Ensino Superior de Conselheiro Lafaiete (CES-CL)

Vimos a público manifestar apoio à assistente social, professora e coordenadora do curso de Serviço Social do do Centro de Ensino Superior de Conselheiro Lafaiete (CES-CL), Thaíse Seixas Peixoto de Carvalho, devido a ataques sofridos em função de seu exercício como docente. Thaíse vem passando por ataques de um aluno do curso de Serviço Social que, se dizendo discordar ideologicamente do referencial adotado pela professora, iniciou uma série de ofensas pessoais.

O que se verifica é o avanço do pensamento conservador que vem se intensificando nos últimos tempos, materializando-se através de posturas ameaçadoras, assediadoras e intimidatórias contra professoras e professores dentro da sala de aula. A assistente social vem sofrendo ameaças por parte do aluno, que insiste não ter direito de resposta ao questionar a teoria social crítica a que tem acesso, rotulando a professora como doutrinadora, tentando cercear seu direito ao exercício profissional como docente do curso de Serviço Social.

Em várias ocasiões, a docente expôs que o curso de Serviço Social se constrói a partir de uma base plural do conhecimento, como pôde se ver nas ementas das disciplinas de Filosofia, Sociologia, Antropologia, Pensamento Social e Direito, mas que os fundamentos da formação advêm da teoria social crítica, conforme construído pelo conjunto da categoria nas diretrizes da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), bem como no Código de Ética e Projeto Ético-político.

Todas as alunas e alunos têm direito de apresentar autoras e autores que pensam e defendem ideias diferentes das expostas em sala (baseadas na bibliografia das ementas), uma vez que o Serviço Social prima pelo pluralismo de ideias, todavia, acreditamos ser fundamental que o debate ocorra em âmbito acadêmico e não em ataques pessoais, de forma agressiva e ameaçadora.

Destacamos que somos veementemente contrários a toda e qualquer situação em que haja “patrulhamento ideológico” dos referenciais teóricos construídos historicamente pelas entidades representativas da categoria do Serviço Social (CFESS, CRESS, ABEPSS e ENESSO).

Por fim, manifestamos nosso apoio às e aos que resistem na árdua batalha de formar profissionais que se alinhavem com o pensamento crítico e em defesa de uma sociabilidade emancipada. Em tempos de "escola sem partido", posições como esta serão cada vez mais comuns, o que vai exigir do conjunto da categoria ampla unidade e incondicional solidariedade ante o conservadorismo dos dias de hoje.

Assine, você também, esta nota de apoio, clicando aqui.

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Tupis, 485 - sala 502. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30190-060

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h