Entidades do Serviço Social repudiam violência contra professores no PR

Publicado em 07/05/2015

No último dia 29 de abril, a violência brutal contra trabalhadores e trabalhadoras, ocorrida no Paraná, foi mostrada em manchetes de jornal e de televisão. "Milhares de servidores e servidoras, incluindo-se assistentes sociais, professores e professoras – do nível superior ao básico, do sistema de ensino paranaense – foram covardemente agredidos/as, feridos/as, perseguidos/as em praça pública por aparato policial do governo do estado do Paraná.

A imprensa noticiou que foram mais de 200 feridos/as, alguns em estado grave. Toda esta truculência sobre a classe trabalhadora se deu, porque esta lutava por seus direitos, enquanto a Assembleia Legislativa do Estado aprovava, sem dar importância aos acontecimentos do lado de fora, significativas alterações na previdência dos servidores e servidoras", como explica a nota pública que a Abepss, o CFESS, o CRESS-PR e a Enesso lançam hoje (6).

O documento traz os repúdio das entidades representativas do Serviço Social "contra a repressão, violência e intransigência por parte do Governo do Estado, da Assembleia Legislativa e do Poder Judiciário do Estado do Paraná contra os servidores e servidoras", de acordo com o documento.

Sobre este mesmo assunto, cabe destacar que a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal realizou, nesta quarta-feira, uma audiência pública, para debater o tema “Confronto entre a Polícia Militar e os Professores do Paraná”. O evento teve a participação de entidades como a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), o Sindicato Nacional dos Docentes de Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), o Sindicato dos Docentes da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Adunioeste) e deputados e senadores, dentre outras pessoas e movimentos sociais. Mais informações podem ser encontradas no site da Agência Senado.

Clique aqui e leia a nota das entidades contra a violência no Paraná

Veja o relato de assistentes sociais sobre o massacre na Assembleia Legislativa do Paraná

Fonte: CFESS/ Foto: Reprodução.

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Tupis, 485 - sala 502. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30190-060

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h