CRESS-MG promove debates sobre Imediaticidade e o Lugar do Gênero na Atuação Profissional

Publicado em 05/08/2014

A Comissão de Trabalho e Formação Profissional do CRESS-MG promove, no dia 13 de agosto, em BH, às 19h, palestras sobre imediaticidade e gênero na atuação e formação de assistentes sociais.

Podem participar assistentes sociais e estudantes de Serviço Social. Inscrições encerradas.

As atividades serão realizadas no Auditório do Teatro ICBEU, na Rua da Bahia, 1723 – Lourdes – Belo Horizonte.

Programação 

  • Imediaticidade na prática profissional do assistente social –  O tema será abordado pela professora da UFRJ, Marilene Coelho, autora de um livro com o mesmo título (abaixo mais informações sobre a obra).
  • O lugar do gênero na formação do assistente social – O tema será tratado pela professora da UFRN e presidenta da ABEPSS, Maria Regina  de Ávila. Doutora em Serviço Social, a professora é especialista na questão de gênero, mercado de trabalho, entre outros.

O Livro: Imediaticidade – Na Prática Profissional do Assistente Social

Em sua exposição, Marilene propõe reflexões sobre a imediaticidade no cotidiano dos profissionais de Serviço Social, analisando a relação teoria e prática no âmbito da certeza sensível, da percepção, do entendimento e da razão histórico-crítica, fundamentada na tradição marxista.
 
Ao considerar o aparente como a substância, a superficialidade extensiva da vida cotidiana, a forma fragmentada como o pensamento hegemônico apreende a realidade na sociedade capitalista e a sua tendência à naturalização dos fenômenos sociais conduzem ao obscurecimento da essência.
 
Sobre a obra, a professora Yolanda Guerra diz:
 
“Marilene nos leva a um caminho fecundo: superar a imediaticidade na pratica profissional, como resultado da recorrência a razão crítico – dialética, nos exige captar as mediações e os sistemas de mediações nos quais a profissão se insere e aos quais ela recorre. Com esse procedimento, a autora põe em questão as analises que se renovam nas chamadas ciências sociais particulares que permanecem na epiderme do real, na sua fenomenalidade, como um sintoma do pensamento burguês fetichizado.

Ao pensamento conservador e neoconservador (do qual o campo pós-moderno é expressão), fecundo em produzir abstrações, não interessa ultrapassar a apreensão da realidade para além da imediaticidade de suas formas fenomênicas, donde, para seu enfrentamento, faz-se necessário o resgate da categoria ontológico-reflexiva da mediação. 

Estou certa de que este livro, que se constitui numa referencia imperativa a todos os que não se contentam com a imediaticidade posta na e pela aparência do real, comprova que a interlocução com o pensamento marxista, tal como obsevou Netto, confere ao Serviço Social sua carta de cidadania intelectual".

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Guajajaras, 410 - 11º andar. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30180-912

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h