Seccional Uberlândia defende saúde pública no município

Publicado em 07/04/2014

A saúde pública foi tema da audiência realizada no dia 4 de abril, na Câmara Municipal de Uberlândia. O evento teve como destaque a discussão sobre a Fundação Saúde de Uberlândia (Fundasus) e contou com a presença do secretário de saúde Almir Fontes, além de vereadores, servidores e da população.

Também estavam presentes a coordenadora da Seccional Uberlândia, Flávia Santana, e a assistente social de base, Sonilda Silveira (segunda foto). Em sua fala, Flávia criticou a implantação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na região e também da Fundasus em Uberlândia, defendendo que o município assuma a gestão direta da saúde pública, ao invés de fazê-lo por meio de fundações, ressaltando a importância de se garantir condições de trabalho adequadas às categorias atuantes na área.

"Quando falamos em humanização do trabalho público, estamos falando também das nossas condições de trabalho. Nesse sentido, nos preocupa o fato de o trabalho efetivo do Serviço Social não estar sendo feito”, afirma Flávia.

Confira a fala completa aqui.

Contra as fundações

O diretor-presidente da Fundasus, Sebastião Elias, disse que a fundação já foi notificada sobre a ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), que aponta improbidade no seu processo de criação. Ele garantiu ainda que a diretoria está segura quanto às acusações e que está em fase de preparar a documentação para apresentar ao Judiciário.

Na ocasião, Sebastião apresentou um relatório das ações da saúde na cidade. De acordo com ele, o número de atendimentos na rede pública cresceu 11% de 2012 para 2013, mas, apesar disso, ele assumiu que ainda há muito a fazer.

Segundo o vereador Silésio Miranda, que propôs a audiência pública, os assuntos serão pauta das próximas sessões da câmara. "A partir de agora vamos debater na Câmara e nós estaremos preparados para defender aquilo que é necessário", salientou.

Atualmente a Seccional Uberlândia, por meio de suas agentes fiscais, está realizando um trabalho de fiscalização e orientação em todas as unidades de saúde do município, no intuito de levantar subsídios para a proposição de melhorias e adequações nas condições de trabalho dos e das assistentes sociais. Ao fim desse trabalho, a Seccional deverá se reunir com os gestores de saúde para pedir esclarecimentos e propôr as mudanças necessárias. 
 
Confira o posicionamento do CFESS contra as fundações privadas de saúde.

Com informações do G1 -Triângulo Mineiro.

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Tupis, 485 - sala 502. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30190-060

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h