CRESS-MG repudia trotes abusivos em função do ocorrido na UFMG

Publicado em 19/03/2013

Na última semana, estudantes da Faculdade de Direito da UFMG (FDUFMG), em BH, foram acusados de cometer trote racista a alunos recém-matriculados. Imagens da ação foram divulgadas na rede social Facebook, trazendo à tona a questão das brincadeiras abusivas aos calouros, que, neste caso, não deturpam apenas a imagem deles, como ofendem a toda a sociedade.

Diante disso, o CRESS-MG manifesta seu repúdio a qualquer tipo de trote universitário que não acrescente no relacionamento entre calouros e veteranos. É sob o terreno e da justificativa da “brincadeira”, do “participa quem quiser” que se assenta a criação e manutenção de relações hierárquicas e opressivas, machistas, homofóbicas e racistas entre os estudantes universitários.
 
Sabe-se que essas ações são oriundas da instituição militar, e funcionam como forma de selecionar os mais “fortes” e reprimir os comportamentos desviantes com base numa moral conservadora, sectarista e preconceituosa. Tal discriminação impede a tomada de consciência do indivíduo sobre sua condição e função social, e, portanto, anula qualquer possibilidade futura de organização que promovam transformações sociais.
 
Mobilização que é de extrema importância ser cultivada, sobretudo, em se tratando de estudantes que estão se preparando para defender direitos e que poderão, ainda, compor o sistema judiciário do país.
 
Posicionamento da UFMG
 
O reitor Clélio Campolina e a vice-reitora da UFMG, Rocksane de Carvalho Norton, divulgaram, nessa segunda-feira, 18 de março, nota de repúdio ocorrido. Os dirigentes informam que a Universidade "já iniciou procedimentos cabíveis para apuração dos fatos e punição dos envolvidos".
 
Leia a íntegra da mensagem assinada pelo reitor e pela vice-reitora da UFMG
 
Na mensagem, Campolina e Rocksane lembraram que no dia 8 de março a instituição publicou o post "Trote não é legal" em sua fan page no Facebook, citando dispositivos do Regimento Geral da instituição e as penalidades para quem descumpri-los. Clique na imagem para ampliá-la:
O Centro Acadêmico Afonso Pena (Caap-UFMG), onde está situada a Faculdade de Direito, também se posicionou de forma contrária ao trote. Para ler a nota oficial, clique aqui.
 
Com base em notícias da UFMG e em texto publicado pela ENESSO, em fevereiro de 2013.

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Guajajaras, 410 - 11º andar. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30180-912

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h