Um mergulho no universo do envelhecimento

Publicado em 01/10/2020

Em 2060, haverá mais idosas e idosos no Brasil, do que jovens, como revela pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. O envelhecimento populacional tende a provocar mudanças sociais e culturais no país. Será que as políticas públicas estão preparadas para lidar com essa população?

Para refletir um pouco sobre o tema, confira uma série de filmes e livros sobre a velhice. As dicas são de Katiuscia Goulart, assistente social do serviço de Proteção Especial para Pessoas com Deficiência e Idosas, do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), em Contagem.

FILMES

Envelhescência (Brasil, 2015)

O longa metragem Envelhescência relata a história de seis pessoas que vivem a vida de maneira plena e nos mostram, através de suas próprias experiências, que os costumes e a rotina após os 60 anos podem ser repletos de atividades e de bom humor. Intercalado com comentários de especialistas, o filme sugere uma nova perspectiva sobre o significado do envelhecimento em nossas vidas.

Assista aqui!

Amor (França, 2012)

Amor, filme de Michael Haneke, provoca reflexão sobre vida e morte

Anne e Georges são um casal de professores de música aposentados e levam uma vida tranquila e independente. Após um derrame, Anne fica com a metade do corpo paralisado e passa a depender dos cuidados do marido e de terceiros. O filme, premiado em Cannes e no Oscar, retrata a fragilidade trazida pela velhice, além de mostrar os limites da dignidade humana quando nos aproximamos do fim da vida.

Secreto e proibido (Estados Unidos, 2020)

Crítica: 'Secreto e Proibido', da Netflix, é filme delicado e sensível  sobre amor

Este documentário conta a história de amor de duas mulheres que se conheceram nos anos 1940, ainda jovens, e que ficaram juntas até os dias atuais. Além do preconceito enfrentado enquanto casal lésbico, num momento histórico em que a homoafetividade era ainda mais tabu, o filme aborda os desafios práticos e emocionais do envelhecer.

LIVROS

A Velhice (Biblioteca Áurea) | Amazon.com.br

Publicado em 1970 pela filósofa existencialista francesa Simone de Beauvoir, a obra busca o entendimento da percepção das pessoas idosas pela sociedade. Do tratamento que as sociedades primitivas davam a essa população até conquistas e problemas existentes nas sociedades atuais, a autora propõe uma mudança radical na sociedade, de forma a desmistificar as hipocrisias que cercam a velhice.

Um livro que alcançou repercussão em todo o mundo, levantando questões e soluções para mulheres e homens acima de 60 anos.

As outras leituras sugeridas pela assistente social Katiuscia Goulart são:

  • "Envelhecimento e capitalismo", tema central da Revista Serviço Social & Sociedade, nº 126;
  • “A reinvenção da velhice”, de Guita Grin Debert;
  • “A arte de envelhecer”, de Arthur Schopenhauer;
  • “A bela velhice” e “Velho é lindo!”, de Mirian Goldenberg;
  • “Envelhecer ou morrer, eis a questão”, Pedro Paulo Monteiro;
  • “Velhice: reflexões contemporâneas”, em uma parceria da PUC SP e do Sesc SP.

Este conteúdo faz parte do Boletim Especial inspirado no Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21/09) e no Dia Nacional da Idosa e do Idoso (27/09).

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Guajajaras, 410 - 11º andar. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30180-912

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h