Setor de Orientação e Fiscalização do CRESS-MG apresenta trabalho no Enpess

Publicado em 20/12/2018

Em agosto de 2016, a Comissão de Orientação e Fiscalização (Cofi) do CRESS-MG deliberou pela realização de visitas de orientação e fiscalização às assistentes sociais que trabalham nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Belo Horizonte.

O relatório dessa ação foi divulgado recentemente e, no início do mês, os resultados foram apresentados durante o 16° Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social (Enpess), que foi promovido de 2 a 7 de dezembro, em Vitória (ES).

O evento, que acontece a cada dois anos, objetivou, nesta edição, discutir as determinações econômicas, políticas e culturais da sociedade capitalista brasileira que podem marcar a formação acadêmica em Serviço Social, assim como o trabalho das e dos assistentes sociais.

A discussão proposta colaborou para que a categoria profissional pense e pratique ações a fim de resistir e enfrentar os retrocessos sociais e culturais vividos atualmente no país, marcados principalmente pela (contra)reforma trabalhista e pelo avanço do conservadorismo moralista.

Reconhecimento


A agente fiscal Flávia Canesqui e o diretor da Seccional Montes Claros, Wesley Felício,  representando o CRESS-MG no evento.

A participação do CRESS-MG no Enpess é um reconhecimento das atividades realizadas pelo Setor de Orientação e Fiscalização (Sofi), indicando que além de materializar a principal função da instituição, este também é um espaço de produção de conhecimento, como avalia a assistente social e agente fiscal responsável pelo trabalho apresentado, Flávia Canesqui.

“Temos a capacidade de transformar o miúdo do dia a dia da fiscalização em informações sistematizadas e, com isso, poder realizar leituras e análises aproximadas do trabalho das e dos assistentes sociais nos diversos espaços ocupacionais. Além disso, com a compilação dos dados que chegam ao setor, podemos organizar melhor a base da categoria, preparando ações técnicas e políticas que interessam a essas e esses profissionais”, pontua.

Reflexões

Como profissão que se desenvolve dinamizada pelo movimento da luta de classes, as demandas colocadas ao Serviço Social são modificadas em suas expressões. Dessa maneira, as respostas dadas pelas e pelos assistentes sociais, que são, em parte, conformadas pelas características de cada espaço ocupacional, também se alteram, observa a agente fiscal.

“As reflexões proporcionadas pelo Enpess me auxiliaram a compreender como o Serviço Social tem se configurado nesta temível conjuntura. Como o Sofi é um local que recebe as dúvidas, as questões e os conflitos vividos pela categoria, importa acessar os debates acadêmicos sobre a profissão, pois, assim, qualificamos nossa prática e respondemos com mais firmeza as perguntas das e dos assistentes sociais de Minas Gerais”, conclui.

Confira, aqui, o relatório na íntegra.

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Guajajaras, 410 - 11º andar. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30180-912

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h