Nova diretoria assume o Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas)

Publicado em 01/03/2018

Os integrantes do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas/MG) elegeram na última sexta-feira, 23 de fevereiro, na Casa de Direitos Humanos, em Belo Horizonte, a mesa diretora para o biênio 2017/2019, presidida pela sociedade civil.

Assumiu a presidência o representante do CRESS-MG, Rodrigo Silveira e Souza, e a nova primeira secretária é Arlete Alves de Almeida, do Movimento do Graal no Brasil. Para o cargo de vice-presidenta e segundo secretário, foram eleitos a subsecretária de Assistência Social da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), Simone Albuquerque, e o representante do Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social (Cogemas/MG), Geraldo Donizete Ribeiro.

“Esse é um momento de luta e resistência em defesa do Sistema Único de Assistência Social e também para a sociedade civil, que precisa se legitimar, a todo momento, nos espaços públicos”, afirmou Rodrigo. Para ele, a principal ferramenta do Suas é o material humano, ou seja, a trabalhadora e o trabalhador que atuam na execução da política. “Um dos principais desafios será empoderar essa e esse profissional, fazendo-a e fazendo-o enxergar a sua importância na execução da política, e mais do que isso, também mostrar para as gestões a importância desse trabalhador como cogestor”, completou o novo presidente do Ceas/MG.

Diversidade

Em dezembro de 2017, as novas conselheiras e conselheiros, eleitas e eleitos na 12ª Conferência Estadual de Assistência Social, tomaram posse dos cargos para compor o Ceas.  “A gente vê nesse Conselho Estadual a diversidade regional, territorial, de representação e isso mostra muito o esforço do Ceas de trazer legitimidade para esse espaço, que é muito importante”, afirmou a subsecretária da Sedese, Simone Albuquerque.

A diversidade ficou ainda maior com a posse do primeiro conselheiro indígena do Ceas. Conhecido em sua aldeia como Irajá Pataxó, Damião Braz, coordenador executivo da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme), fala sobre suas expectativas.

“A minha expectativa é de ajudar o meu povo, porque temos dificuldade no acesso às políticas públicas da assistência social, como todos sabem, as comunidades indígenas são muito carentes e tendo um representante estadual, vai facilitar para nós, porque teremos meios para auxílio”, disse.

Para Soyla Rachel dos Santos, representante do Conselho Municipal de Assistência Social de Paracatu, e conselheira pela categoria governamental, o momento é mesmo de luta. “A partir do momento que nos candidatamos para o Conselho Estadual, a gente já foi sabendo que o desafio ia ser grande, que teríamos que lutar e estar preparados para tudo, lágrima, suor e sangue”.

Fonte: Sedese

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Guajajaras, 410 - 11º andar. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30180-912

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h