Oficina de Trabalho Social com Famílias propõe reflexão sobre cotidiano profissional

Publicado em 12/04/2017

O trabalho social com famílias no Suas foi o tema de uma oficina realizada pelo CRESS-MG, em três módulos, entre fevereiro e abril. As atividades aconteceram em Belo Horizonte e reuniram assistentes sociais de diferentes regiões do estado com o objetivo de contribuir para a formação continuada da categoria e proporcionar um momento de troca entre as e os participantes.

Foi por ver a oficina como uma forma de capacitação e atualização profissional que Andréa Domingos, coordenadora do Creas de Nova Serrana, decidiu se inscrever. Os debates propostosa fizeram recordar o quanto a teoria é importante para a prática, e também a provocaram no sentido de ter uma visão crítica acerca de seu fazer profissional, estando atenta para não cair no imediatismo profissional.

“A oficina é provocante e instigante, nos faz rever muitos conceitos e quebra muitos paradigmas. Reforçou meu arsenal teórico metodológico para continuar lutando por justiça social e em busca de um Estado que de fato garanta direitos e políticas públicas de qualidade e que não seja apenas um colaborador subsidiário”, acrescenta Andréa. 

A assistente social, que assumiu a coordenação do Creas em janeiro deste ano comenta que o curso veio em ótima hora, ajudando na reorganização do serviço. “A partir das discussões, tenho repensado os processos de trabalho e muitas ideias vêm surgindo para aprimorar as atividades já ofertadas. A troca de experiência com as outras e outros profissionais também tem sido muito produtiva”, pontua.

Tema complexo

Devido a sua complexidade, o trabalho com famílias sempre pareceu desafiador para Regiane Magalhães, assistente social da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Participar da oficina foi uma oportunidade de aperfeiçoamento e reflexão sobre a prática profissional no campo das políticas sociais.

O debate fomentado durante os módulos, segundo Regiane, demonstra que a compreensão da relação família, na Política de Assistência Social, como cerne da proteção social, é paradoxal e que, portanto, requer das e dos assistentes sociais, compreendê-la, reforçando a necessidade de vigilância e análise crítica quanto à prática profissional nos processos de trabalho, entendendo que toda prática tem implicações éticas e políticas.

“Pensar, então, em trabalho social requer a compreensão não só da dimensão técnico-operativa, mas sua conexão com os aspectos ético-político e teórico-metodológico. Associar concepção, teoria e instrumentos numa perspectiva de garantia de direitos e não ‘normatizadora e disciplinadora”.

Famílias protagonistas

A oficina não proporcionou apenas uma visão crítica sobre a metodologia utilizada no dia a dia do trabalho, mas contribui na forma do planejamento das atividades a serem realizadas com as famílias, “fazendo com que os trabalhos superem a lógica de informação e perpassem sobre a oferta de aprendizado, partilha de experiências”, como afirma a assistente social da Proteção Social Básica em João Monlevade , Danielle Vasconcelos.

Ela ainda destaca que o objetivo é que as famílias se sintam protagonistas dos trabalhos realizados e não culpabilizadas pela lógica do sistema capitalista, que esvazia os direitos e impregna as responsabilidades sociais nos sujeitos. 

Conheça mais sobre o CRESS-MG

Informações adicionais
Informações adicionais
Informações adicionais

SEDE: (31) 3226-2083 | cress@cress-mg.org.br

Rua Tupis, 485 - sala 502. Centro. Belo Horizonte - MG. CEP 30190-060

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL JUIZ DE FORA: (32) 3217-9186 | seccionaljuizdefora@cress-mg.org.br

Av. Barão do Rio Branco, 2595 - sala 1103/1104. Juiz de Fora - MG. CEP 36010-907

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL MONTES CLAROS: (38) 3221-9358 | seccionalmontesclaros@cress-mg.org.br

Av. Coronel Prates, 376 - sala 301. Centro. Montes Claros - MG. CEP 39400-104

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h


SECCIONAL UBERLÂNDIA: (34) 3236-3024 | seccionaluberlandia@cress-mg.org.br

Av. Afonso Pena, 547 - sala 101. Uberlândia - MG. CEP 38400-128

Funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 19h